segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Não confunda

 Seu eu pudesse dar um conselho diria apenas, não confunda os sentimentos.
Só vendo claramente aquilo que sentimos e que o outro/a representa verdadeiramente em nossas vidas é que realmente seremos felizes ou pelo menos pararemos de sofrer por projetar e criar expectativas nas pessoas que jamais se tornarão realidade. Porque acredite, é muito frustrante perceber de repente que a pessoa com a qual projetamos sonhos e costuramos na teia da vida um mundo, não passa de uma pálida imagem do que realmente é.

Por isso nunca confunda carência com amor, se você não for capaz de viver sozinho consigo mesmo, acredite, nuca conseguirá partilhar sua vida com outra pessoa. Estará tão ocupado tentando esconder os monstros que te atormentam a vida inteira que quando menos esperar a pessoa que está do seu lado não passara de mais um problema que você não consegue administrar.

Não confunda ser mimado com ser doce, uma pessoa doce, meiga e carinhosa, geralmente é agradável e disponível. Está sempre com uma palavra de carinho ou com o coração cheio de bons sentimentos. Uma pessoa mimada, não consegue ver nada além de seu próprio umbigo, é cega emocionalmente. Não faz nada filantropicamente, todos seus passos são embasados em algum retorno que servirá pra massagear seu ego infantil e imaturo, acostumado a não levar não. Geralmente pessoas assim vão deixando atrás de si um rastro de tristeza, corações partidos, e desilusões, mas elas não se importam, porque amam apenas a si mesmo, e o exercício de misericórdia ( por a miséria do outro em seu coração) nunca passou por sua cabeça, é impossível se colocar no lugar do outro, quando não existe ninguém além de si mesmo.


Não confunda empatia com aceitação, procurar entender o que se passa com o outro, nem sempre significa ser conivente com as atitudes da mesma. É muito importante interpretar os sinais não verbais que as pessoas podem transmitir. E o mais importante de tudo, seja sincero com o outro, sempre, não importa o quão doloroso possa ser, a verdade é o mínimo que o outro espera de você! A vida já é muito dura, não precisamos ficar nos boicotando e ferindo as pessoas gratuitamente. O mundo seria muito mais simples se as pessoas não insistissem em mentir para “não magoar”os outros, se isso realmente funcionasse não viveríamos numa sociedade tão doente.

2 comentários:

  1. Parabéns ao autor pelo libelo marcante e pelas palavras de sabedoria. Reconheço seu talento literário e sua aptidão para a filosofia. Parabéns ao mesmo tempo por se permitir se expor e considerar o outro em sua fala. Busque nesse exercício a bem aventurança e certamente a encontrará. Abraço carinhoso e obrigado pelo convite.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado João Pedro Roriz, é uma grande honra ler esse comentário de um escritor que admiro e aprecio.
    Obrigado pela visita!

    ResponderExcluir