terça-feira, 26 de abril de 2011

Sobre mudanças


mudo
mudança
mudei!
Calado. Extrovertido, ri. Chorei...
percebi que meu ciclo incompleto
e incompreendido da voltas num mundo que
outros vivem...é tão singelo quanto um frágil pássaro em meio ao furacão.
Sou metamorfose constante numa inconstância de turvos sentimentos.
Reinvento-me ao sabor e dessabor do tempo.mascara de vidro num mundo de titânio.
Andarilho, sim, num mundo mutável...apenas as sandálias nos pés e um ardente desejode encontrar e gladiar com meus monstros mitos.
De enfrentar o frio olhar de Hades. E sorrir das estripulias de
dionísio...
Vou abrir a caixa de pandora ….
e deixar escapar meus medos e anseios
esvaziar-me por inteiro
e do silêncio da noite cálida absorver-me
de tudo e de nada
porque a vida é um constante por vir

Nenhum comentário:

Postar um comentário