segunda-feira, 11 de abril de 2011

Nas sombras do tempo




Nas sombras do tempo


Escondem-se nas sombras do tempo

resquícios de vidas, momentos de pura nostalgia...

incompletos pensamentos tecem-se dissonantes

é que a memoria já não é a mesma...

velhice? Não! Cansaço.


Dos momentos restaram a saudade

da caminhada restou os passos

do trabalho as mãos calejadas,

somos a soma de memórias daquilo

que vivemos.

Somos as sobras de tudo que

fizemos.


Peregrinos do tempo,

errantes viandantes,

nos perdemos no vão da

linha tênue que é a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário